>

Sobe para 9 o número de mortos em SP pelo novo coronavírus; no Brasil são 11

Nesta sexta (20), foram registradas mais quatro mortes; estado tem 345 casos


Com mais quatro mortes confirmadas em São Paulo nesta sexta (20), o número total de óbitos pelo novo coronavírus no estado subiu para nove, segundo a Secretaria de Estado da Saúde.

Em todo o país, são 11 mortes —as outras duas são do Rio de Janeiro, de pessoas que não estavam na lista de infectados.

Três das mortes anunciadas nesta sexta são de homens com 70 anos ou mais. A outra morte foi de uma mulher, com 83 anos.

Todos as pessoas que morreram no país, até o momento, tinham doenças crônicas, fator agravante para a evolução da infecção pelo novo coronavírus.

Em São Paulo, já há 345 pessoas com confirmação da doença, das quais 24 estão internadas em UTI, segundo a Secretaria de Estado da Saúde. No Rio, há 109 casos confirmados de Covid-19. 


A pasta não informou em que hospital as quatro novas mortes ocorreram. As cinco mortes até então tinham acontecido na rede Prevent Senior, operadora de saúde para idosos.

Uma fiscalização realizada na rede pelas secretarias municipal e estadual de Saúde de São Paulo constatou superlotação no hospital da Prevent Senior que cuida de doentes de coronavírus, o Sancta Maggiore, insuficiência de funcionários para lidar com a grave crise gerada pela doença e desorganização no fluxo hospitalar.

A rede Prevent Senior diz que "não é verdade que há superlotação" em suas unidades hospitalares. O advogado da empresa, Nelson Wilians, rebateu as informações de uma fiscalização feita pelas secretarias municipal e estadual da Saúde.

A operadora diz que destinou "dois hospitais exclusivamente para os casos de coronavírus, evitando a circulação de pessoas em busca de atendimento médico em outros hospitais da rede". Afirma ainda que a unidade Paraíso tem 107 leitos disponíveis e que 97 pacientes estão internados no prédio nesta sexta (20).

O advogado Nelson Wilians afirma que "é hora de trabalharmos para salvar vidas, façam seu trabalho e deixem-nos fazer o nosso sem enveredar para a política neste momento difícil. O nosso trabalho, que é o de salvar vidas, fazemos com amor e maestria, atendendo uma parcela da população mais vulnerável, e que muitos não atendem em razão da faixa etária. A Prevent Senior mantém o atendimento aos seus pacientes de acordo com a sua cultura de acolher e cuidar de pessoas e com os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde (OMS)".

Segundo fontes familiarizadas com a investigação ouvidas pela coluna Mônica Bergamo, foram constatados, por exemplo, problemas no encaminhamento dos doentes e procedimentos a partir do momento em que eles dão entrada no hospital com sintomas da doença.

A rede está sendo acusada por familiares de pacientes mortos de não avisá-los da natureza da doença, permitindo o convívio normal entre eles, sem indicação de isolamento, por exemplo.

Nesta sexta, a Secretaria de Saúde do estado de São Paulo baixou norma que obriga todos os hospitais públicos e privados de São Paulo a informar e atualizar, diariamente, o número de pacientes atendidos e o número total de internados pelo novo coronavírus.

Fonte: Folha

©‎2020 MultiMidia Info

0 comentários:

Postar um comentário

Recomende e compartilhe para seus amigos no facebook

Tecnologia do Blogger.